Medicina Quântica e o Mundo Animal

Muitos veterinários têm adotado a medicina quântica como base para o tratamento de animais.

Grande parte da população se pergunta como é possível realizar o tratamento de um paciente que não tem a capacidade de exteriorizar verbalmente seus sintomas, dores e incômodos, mas para a medicina quântica essa é a característica que mais agrega chances de sucesso ao tratamento. Confuso? Vou explicar!

Na medicina quântica o paciente é a prioridade, sendo avaliado como um todo: corpo, mente e espirito. Todas as influencias exteriores são levadas em consideração, sendo avaliado não apenas o animal, mas todo o habitat. Ou seja, se o cão, por exemplo, pertence a uma família muito agitada, sua tendência é ter um comportamento agitado também e por se tratar de um paciente que não fala, todo seu histórico comportamental passar a ser levado ainda mais em conta.

  • Interpretação

A interpretação é o primeiro passo do tratamento. Conhecer o animal, seus costumes, gostos, comportamentos, para assim então entender quais fatores cooperaram para que ele desenvolvesse o desequilíbrio vibracional que pode estar resultando numa doença física.

  • Prescrição

Para o mundo animal a medicina quântica reserva diversas terapias, como os moduladores e frequenciais florais, que trabalham junto ao organismo para restabelecer ao corpo o equilíbrio vibracional necessário para o seu bem-estar.

  • Tratamento

O tratamento na medicina quântica proporciona ao animal uma limpeza profunda de todas as toxinas que podem influenciar o desenvolvimento de doenças e o não sucesso do tratamento.

A medicina quântica trata o corpo como matéria, energia. Onde cada órgão, célula, vitaminas e minerais possuiu um padrão frequêncial vibracional único, e seu tratamento acontece de forma individual de acordo com a vibração do organismo deficiente.

Nos humanos é preciso desenvolver o que chamamos de autoconsciência, proporcionando nele o poder de autoconhecimento, para assim poder-se dar inicio a uma terapia completa e eficaz, o que só acontece quando o mesmo entende, aceita e pratica essa condição.

Nos animais essa etapa é automaticamente pulada, uma vez que eles não precisam ser “convencidos” dos agentes causadores de suas deficiências, sejam eles internos ou externos como suas emoções, aceitando o que lhes é oferecido na terapia de mente e corpo abertos, prontos e aptos a recebe-la, por isso tratar um paciente que não fala garante ainda mais o sucesso da terapia quântica.

Continua com dúvidas? Deixe nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *